caiaque bahia

caiaque bahia
Visite o Caiaque Bahia - clique na imagem

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Já a venda o Coosa FD

Já disponível nos USA por 3,000.00 USD.

Um sistema de propósito praticamente igual ao Hobie Horizontal Rod Holder foi adicionado desde o "teaser", confirmando a vocação para pesca em rios e mangues com pouco vento e correnteza moderados.

Em minha percepção, tem o casco muito comprido para tal fim, são praticamente 13 pés, o que pode atrapalhar em locais estreitos ou de vegetação um pouco mais fechada, justamente o local que o pojeto tomou como o principal uso. 11 pés seria o comprimento máximo para tal uso e 10 pés, como o Native Slayer Propel, o mais indicado.



Relato de uma pescaria com o Coosa FD (en inglês), clique aqui

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Chegou o Pedal da Jakson - Coosa FD pedal Drive

A Jackson sempre produziu ótimos caiaques, caiaques grandes a remo muito conceituados no mercado.

Para completar sua linha, fizeram o  teaser (pré lançamento, sem mostrar o produto, só parte)  hoje do seu primeiro caiaque a pedal com algumas soluções inovadoras e que eu acredito que farão sucesso: O Coosa FD pedal Drive

Com o sistema de barbatanas da Hobie protegido por patentes no mundo todo, voltaram-se para a solução de hélice, mas com algumas inovações:


A primeira delas é que não existem engrenagens sob a água, estas ficam em uma caixa elevada e com saída do movimento por um cabo, como de um vibrador de cioncreto ou um flexível de furadeira, o qual leva o movimento a uma hélice de três pás (segundo a revista Kayak Angler), uma novidade já que todas as soluções pedal/hélice até hoje usavam hélices de duas pás. Com isso se espera um melhor torque, que é normalmente muito baixo nesses sistemas de pedal a hélice, já que se terá um menor escorregamento". O pedal também não ficou alto como nos seus predecessores a hélice de outros fabricantes..  

A segunda novidade, é que a hélice está contida e um sistema de "bolina" que se ergue ao ter contato com obstáculos, protegendo-a. A "falsa bolina" também deve propiciar um melhor tracking ao caiaque, ou seja, a capacidade de manter-se no rumo, mesmo com vento ou correnteza.

A terceira novidade é o leme, o qual fica na extremidade de uma meia quilha  bem pronunciada, protegido de impactos e que por ser a continuidade da quilha deve proporcionar uma ótima manobrabilidade, praticamente sem os "lags" (retardos) que costumamos ver nos caiaques a pedal com hélice que normalmente têm o seu leme entre dois "meio-cascos".

Além das soluções muito interessantes de engenharia, a Jackson vislumbrou também uma saída comercial interessante ao focar o projeto do caiaque onde os Hobies a barbatana vão muito mal: locais rasos e com pedras ou tocos. Com a hélice protegida e retrátil, com o leme protegido, certamente fará muito sucesso, pois competir com os Hobies com seu sistema de alto torque no mar ou rios e lagos profundos não seria vantajoso. 

Veja a reportagem da Kayak Angler clicando aqui