caiaque bahia

caiaque bahia
Visite o Caiaque Bahia - clique na imagem

segunda-feira, 28 de março de 2011

Pescaria no Flamengo III - Só bitelos

Hoje acordei tarde, dia de folga e eu com uma ressaca gastronômica do ótimo almoço de ontem.

Como amanheceu um dia lindo, por volta das 07h00 pedi a Lindinalva para levar-me ao Flamengo. Como não encontrei com quem ir, ficar lá sozinho na praia deserta e tendo o carro como chamariz, exposto, não é uma boa, ela levou-me e eu fiquei de voltar andando para casa.

O local de pesca no Flamengo é, para mim, sagrado. Lá foram espalhadas as cinzas do inesquecível Paiceiro Célio, bem no lugar que ele adorava pescar.

As 07h30min já estava pescando quando em uma violenta batida capturei o belo peixe galo da foto abaixo. Não foi um galo bandeira, como o de Nonato no sábado, vide post daquele dia, mais foi um peixe galo imenso.
Logo em seguida outro galo, este um pouco menor. Quinze minutos depois, uma boa guaricema (peixe da família do atum). Com a praia deserta, as únicas pessoas que passavam estavam correndo e eu não quis atrapalhar, então não tirei fotos logo após a captura.

E então veio um paradeiro total. As iscas voltavam apenas "pinicadas", sinal de siri ou peixes muito pequenos.

Como estava usando pititingas, troquei para o camarão e usei paradas com anzóis circle 6. Isquei o camarão a "Roberto Martins", ou seja, inteiro e com o anzol passado no centro.

Não demorou cinco minutos e a ponta da surf coast quase tocou a água em uma violenta batida. Trabalhei o peixe por uns cinco minutos e quando ele estava na espuminha, deu um pulo e soltou. Corri e comecei a chutá-lo, pois já sabia que era uma guaricema, até o seco e o peguei. Esta captura não me deixou orgulhoso, mas foi o almoço meu, de Ana Luiza e Lindinalva.

Isquei de novo e novamente outra batida violenta e outra guaricema do mesmo tamanho.

Dei-me por satisfeito e as 10h00 iniciei a caminhada de volta para casa, quatro quilômetros de praia exibindo os troféus abaixo que não couberam no samburá. As guaricemas não são pequenas, não - O peixe galo é que é enorme.
Quando já iniciava a caminhada apareceu um banhista, simpático de nome Luiz Gonzaga. Ficamos conversando sobre pesca e foi ele que tirou a foto abaixo.


4 comentários:

  1. Beleza de pescaria Milton. Está começando a entrar uns bitelos aí na área. Você viu os pampos que Ruy e Pernambuco pegaram ?

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Sim, Ficaram tão entusiasmados que esqueceram do almoço de aniversário do Clupesal. Eles mandaram as fotos, mas não mandaram a historinha.

    ResponderExcluir
  3. Belos exemplares Milton.... estou precisando de uma pescaria como essa! Abs! Kesso

    ResponderExcluir
  4. Grande e sumido Kesso. Pois é, neste dia eu até ia me encontrar com o seu titio Joel, mas não resisti ao chamado do mar e fui pescar.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário.