caiaque bahia

caiaque bahia
Visite o Caiaque Bahia - clique na imagem

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Robalo tamanho GG no Rio Pojuca



Fomos, Ronaldo e eu, ao Rio Pojuca hoje.

Dia de pouquíssimas ações, quando até uma isca como a Poderosa do Nakamura funcionou pouco.

Com o peixe quieto no fundo, passei a usar o jig sapinho na técnica do Guimarães (colocado, e não jogado) e fui recompensado com um belo exemplar.

Por tratar-se de uma matriz, foi solta após a captura. Mamãe vai entender :-)

O segundo vídeo trás a mesma captura, mas na visão do companheiro Ronaldo, exímio pescador e orientador nesta captura.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Hobie faz modificação no MD180


A Hobie fez recentemente modificações no MD 180 que agora passa a ter a versão V2.

A modificação deixe o MD180, na parte dos FINs (barbatanas), muito parecido com o consagrado MD GT, que agora equipa apenas o Compass, ficando muito mais fácil de manutenir. É o novo espelhando-se no que deu "muito certo" do antigo.

Quem tiver o MD 180 standart e for migrar para o turbo, ou precisar da reposição do standart receberá, conforme o caso, um dos dois kits abaixo.
 
Quem comprar caiaques agora receberá os novos caiaques com o MD180 V2 STD, (exceto o Compass) e para migrar para o FIN turbo deve solicitar o kit abaixo.


sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Rádio Baofeng IP67 é realmente a prova dágua?


Lançado há pouco mais de um ano, começam chegar ao Brasil os rádios Baofeng UV-9R, com classificação IP67, ou seja, podem ser submergidos por poucos minutos em até um metro de água.

Alguns colegas incomodados com o uso da "case" a prova dágua, que sempre falham e têm que ser usados com o rádio também dentro de um saco plástico vedado com fita adesiva, comemoram muito o fato de ser IP67 e eu tive que jogar um balde de água fria, mas no entusiasmo deles, pois se realmente jogo um balde água fria da altura de um metro e meio em um dispositivo IP67, vai entrar água.

A certificação IP67 é para uma pressão externa de apenas até um metro de água e pressões maiores, como uma queda de um metro e meio  de altura, já excedem essa resistência. Outra característica é a água a que se refere a certificação IP67, que é água pura, ou como dizemos popularmente, a água doce.

Mas mesmo em água doce, testes feitos pelo John "Miklor" (www.miklor.com) uma referência no uso de rádios, revelou que os alto falantes do UV-9R acabam por ser afetados e só voltam ao normal após a secagem completa, o que pode levar alguns dias. Se a água que afetar os alto falantes não for água pura, certamente os estragarão irremediavelmente.

Em suma, quem tem seus Baofeng UV-5R, ou o novo UV-82, não estarão mais confortáveis ou melhor protegidos da água com o novo UV-9R, pois terão que tomar os mesmos cuidados que têm com os radinhos antigos, principalmente se usam na água salgada ou salobra (foz de rios).

Mas se vai comprar um novo e o preço adicional não for problema, prefira o UV-9R, pois se as proteções falharem, você ainda tem uma pequena chance de salvar o rádio.

O UV-9R é basicamente o UV-82 com um outro gabinete e outro conector de PTT (microfone externo) e a diferença principal para o "antigo" UV-5R, e suas variações, é que você pode transmitir tanto na freqüência principal como na frequência que no UV-5R seria apenas de escuta. A propalada diferença de potência menor do UV-5R para os demais refere-se apenas ao método de cálculo, sendo a mesma.

O UV-9R é vendido também com outros nomes, como a seguir:
  • UV-XR com falsos 10W e 4800 mA de bateria (golpe)
  • Baofeng GT-3WP
  • Baofeng UV-5S
  • Baofeng BF-A58
  • Anysecu UV-9R
  • PoFung GT-3WP*
* Baofeng e Pofung são a mesma empresa. Nos USA o nome POFUNG foi adotado devido a dificuldade do nativo de língua inglesa pronunciar "baofeng". 


 








terça-feira, 3 de outubro de 2017

Licença de Pesca Esportiva - Novo endereço para emissão.



Resultado de imagem para licença de pesca

A licença de pesca passa a ser emitida agora pelo Ministério do Desenvolvimento da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC)

Todo pescador amador deve ser inscrita na categoria Pescador Amador e pagar uma taxa de R$ 20,00 para pesca desembarcada (praia, barranco, costão) e R$ 60,00 para pesca embarcada (inclusive caiaque). Se não tiver a licença, o pescador está sujeito a autuações dos órgãos de controle como o IBAMA e as polícias ambientais, como pesca ilegal.

Eis o novo endereço para a obtenção da licença.  http://pndpa.mdic.gov.br/pndpa/web/pesca_amadora.php


domingo, 1 de outubro de 2017

Hobie Compass, mais barato no Brasil que na Europa.

Hobie Compass, mais barato no Brasil que na Europa. Confira.

No vídeo, mais detalhes do mais recente lançamento da Hobie.


segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Sonar no Caiaque Caimam - Instalando Fishfinder Garmin Striker 4

João Bosco é um amigo que rema "prá caramba". Em 2015 e 2016 foi o primeiro remador com caiaque sit-on-top a remo a completar a travessia Salvador/Itaparica

O Bosco pediu-me a instalação de um sonar Garmin Striker 4 CV em seu caiaque, mas com a condição que fosse portável para um caiaque Hobie, que pretende adquirir futuramente. Adicionalmente pediu-me um ponto USB a prova dágua para carregar celular, câmara de aventura, lanterna etc.

Já instalei sonar em vários caiaques, no Barracuda, no Lontras, no Hunter, no Outback e no Revo e essa foi a primeira instalação em um Caimam.

Material utilizado:
(clique nos materiais para ver onde pode ser adquirido)

Ferramentas Utilizadas:
  • Ferro de soldar
  • Estiletes com lâmina e de ponta
  • Esquadro
  • Règua
  • Furadeira
  • Broca de fechadura 22mm
  • Tesoura
  • Alicate



Não tomarei tempo com longos relatos pois a fotos falam por sí e colocarei textos explicativos breves, quando possível. Qualquer dúvida pode perguntar na seção de comentários.





Recorte as tiras que comporão a caixa da bateria usando a própria como modelo. A altura da caixa deve ser de 2/3 da altura da bateria.

Repare que a bateria usada na foto está com os bornes protegidos enquanto transporto e manipulo. Uma bateria dessa por causa da portabilidade é um verdadeiro artefato incendiário, basta algum condutor tocar nos bornes e o incêndio está iniciado. Já pensou isso na mala do carro ou dentro do caiaque?


Faça a colagem envolvendo a própria bateria e prenda com fitas. Lembre-se que a cola de contato deve ser espalhado nas duas superfícies e você deve aguardar pelo menos três minutos antes de juntar, sob risco do solvente não evaporar e a colagem demorar horas.







Recorte um trapézio conforme as medidas ao lado em centímetros, essa será a base da caixa de baterias e será colocado na proa do caiaque para uma melhor distribuição de peso. Caso você não vá migrar para um caiaque Hobie, a base da caixa de bateria pode ser retangular e ser colocada dentro do casco, abaixo do assento, ao lado de onde ficará o transducer, como será visto adiante.













Corte a base com o estilete inclinado a aprox. 60 graus, para caber na proa do Caimam. Para a lâmina deslizar melhor, passe pouca vaselina nela.















Dê acabamento com uma lixa ou micro retífica.













Use o transducer como molde para sua "cama".


Marque uma margem de cerca de 2 cm em torno do recorte do transducer. Corte a margem externa verticalmente, a 90 graus e a interna com a inclinação de 45 graus, aproximadamente


Dê acabamento na "cama" do transducer de forma que fique perfeitamente encaixado ou com uma pequena folga. Os vazios serão preenchidos com vaselina.

Não jogue fora a parte interna da cama do transducer pois você a usará proximamente.





Prenda o velcro que irá segurar a bateria nas laterais da caixa da bateria e cole a caixa na base. 






Usando o transducer e o miolo da cama do transducer como medida, fixe também o velcro da "cama" do
transducer.





Hora do medo: furar o caiaque. Use a broca de miolo de fechadura de 22 mm. Se tiver dúvida quando ao local do furo, confira nas fotos abaixo.

Antes de decidir de qual bordo instalaria o sonar, consultei ao João Bosco sobre qual o lado preferido dele para arremesso, já que é basicamente um pescador de arremessos precisos, de pincho.  Ele informou que era o lado direito (estibordo), então o sonar foi instalado no esquerdo.

Se você pesca basicamente no mar, escolha o lado contrário ao preferido para embarque, desembarque e, principalmente, para um reembarque no caiaque após uma "vaca".








Furo feito, não jogue fora as raspas. Coloque em um saco plástico e guarde, pois podem servir para um futuro reparo no caiaque.








Passe os cabos pelo furo e depois pelo prensa-cabo, O conector USB teve que ter seu cabo cortado e emendado novamente.

Use solda para fazer as emendas e a conexão dos cabos com o conector da bateria e depois isole com fita de autofusão. Essa parte é essencial para a durabilidade da sua instalação elétrica, não vacile na soldagem nem emenda pois se mal feitas a água penetra nas emendas e percorre os cabos por capilaridade ocasionando perdas de corrente e falhas no sonar.  









Usando a base da bateria, marque o local onde ficará na proa (ou outro local escolhido se não for migrar para um Hobie) e lixe e limpe os locais antes de aplicar a cola. Espere pelo menos 5 minutos antes de unir as partes. 
















Faça o mesmo com a cama do transducer, colocada a esquerda da escotilha central do caiaque.

A escolha desse local para instalar o transducer deve-se ao fato de ser a primeira parte plana após a proa, pois a superfície inferior do transducer deve ficar paralelo ao nível da água.

Coloque um peso e deixe-o por pelo menos uma hora. Abra todas as escotilhas do caiaque para sair o cheiro do solvente.

Uma hora depois, coloque pelo menos 1 cm de vaselina dentro da cama e coloque o transducer pressionando-o contra o fundo do caiaque.




Retire o excesso da vaselina que saiu quanto você pressionou o transducer e coloque de novo no potinho, serve para uso futuro. Coloque o miolo da cama do transducer que você não jogou fora e aperte o velcro.  








Coloque a bateria na base e conecte o cabo.

Atenção: O conversor de 12V para 5V consome energia mesmo não estando em uso e mesmo o consumo sendo pouco, em alguns dias é suficiente para drenar toda a carga da bateria. Portanto, se não estiver em uso, desconecte a bateria. 







Coloque o sonar e ligue. 
















Teste o conector USB.














Quando não estiver em uso, o display é retirado e os cabos ficarão dentro da bolsa redinha do caiaque. 
 Vista geral da instalação.

Agora é testar na água.