caiaque bahia

caiaque bahia
Visite o Caiaque Bahia - clique na imagem

domingo, 25 de setembro de 2016

Quantos arremessos fazemos em uma pescaria com caiaque?

Sempre tive preocupação em determinar exatamente esse número.

Certa vez em uma pescaria de tucunarés em uma barragem, estimei ter feito uns 800 arremessos em oito horas de pescaria e acharam que eu estava exagerando.

Para tirar a dúvida de vez, retirei a câmera da viatura e instalei no caiaque e a coloque para gravar a partir da detecção de movimento e capturei cerca de 4 horas de gravação.

Então, peguei o momento em que capturei o primeiro peixe, retrocedi uma hora e contei os arremessos. O resultado está no vídeo à seguir.



O número de arremessos em um caiaque convencional, que não da Hobie, seria ligeiramente menor, pois quase não há necessidade de usar as mãos para remar. Se a correnteza estivessemais forte, ou o vento, também impactaria na quantidade.

Agora consigo estimar com maior precisão a quantidade de arremessos que faço à cada pescaria.

sábado, 24 de setembro de 2016

Expedição ao Paraíso Perdido

Expedição de dois dias a Ilha D'ajuda. Apenas um dia foi de pescaria devido ás fortes chuvas do dia 23/09/2016.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Hobie Mirage 180 - Freio e Ré nos caiaques Hobie.


A NOVIDADE
A maior novidade desde o lançamento há quase 20 anos do sistema de propulsão baseada em bioengenharia pela Hobie aconteceu ontem, dia 13/06, na California: Os caiaques da Hobie  equipados com o Mirage Driver agora freiam e fazem reversão. 



Além da possibilidade da ré e freio as novas barbatanas são de nylon, mais leves e duráveis. Não foi ressaltado explicitamente quanto a uma maior performance. Todos os caiaques a partir de 2017 serão vendidos com a nova unidade o que incrementará o preço em USD 150.00 por unidade de MD instalado, ou seja, cerca de USD 300.00 nos tandem.



Em meados de 2017 espera-se que estará também disponível o upgrade para os modelos atuais e a venda de unidades separadas.
fonte http://www.prnewswire.com/


A RESENHA
O sucesso vai depender muito da efetividade da ré e freio e da possibilidade de adaptação 'as unidades existentes. 

Como já narrei aqui, quando em 2013 decidi que compraria (importaria) um caiaque a pedal, tinha me decidido pelo Native Watercraft Propel, um caiaque com pedal a hélice, mesmo pagando quase 5,000.00 USD na importação (o Hobie Outback custaria menos), tendo a possibilidade de ré sido determinante na escolha por ele. Mas ai apareceu o Juca com o Alan e ficamos com o Hobie por pura oportunidade e possibilidade de ter a garantia da Hobie (que funciona mesmo). Por fim, o Hobie com sua propulsão a barbatanas mostrou-se muito superior a hélice e terminei por "esquecer" a possibilidade de ré.

Outro fato que levou-me a "esquecer" de vez a ré e o caiaque a pedal com hélice foram as diversas postagens, até de vendedores do caiaque a pedal com hélice, em pescarias em mangues e rios estreitos com o pescador com o remo atravessado ao colo para terem facilidade de manobras. O Youtube está cheio delas.

O que acontece com o pedal a hélice quando em ré é que o pequeno passo da hélice (passo é o comprimento que a hélice "avança" por volta), e a pouca rotação da hélice em conjunto com o torque diminuído pela necessidade de multiplicação das voltas aplicadas ao pedal (enquanto em um motor é feito justamente o contrário), tornam a "reação" do caiaque a hélice a ré bastante lenta, com uma latência muito grande, ficando o seu maior mérito por conta de frear o caiaque para permitir um bom posicionamento para arremesso. 

Se o novo pedal da Hobie não tiver o problema de latência graças ao maior torque imediato disponível proporcionado pelas barbatanas, será sem dúvida um sucesso.





terça-feira, 12 de julho de 2016

segunda-feira, 6 de junho de 2016

O que fazem os guias de pesca em seu dia de folga?

AA Deep Blue é uma empresa de turismo especializada em  Offshore Kayak Fishing na Flórida. Esse vídeo mostra o que fazem seus guias nos dias em que estão de folga: pescam.
Deep Blue Kayak Fishing Charters from Deep Blue Kayak Fishing Charters on Vimeo.

segunda-feira, 28 de março de 2016

Guerreiros do Pacífico - Série teve vida curta



Aguardada ansiosamente pelos caiaqueiros brasileiros, a série que vai para o quinto episódio aqui no Brasil foi cancelada pela Discovery nos Estados Unidos. Não haverá uma segunda temporada. Leia aqui: http://www.kayakfishmag.com/featured-catch/discovery-drops-pacific-warriors-kayak-show/

Fãs dos pescadores que dela participavam, principalmente os fãs do Isaac, lamentam profundamente que não tenha sido dada uma chance de correção nos rumos da série.

Embora tenha cumprindo o papel que acredito ser fundamental, o de criar o paradigma do que é um caiaque para águas costeiras não abrigadas, pois aqui assistíamos assustados a caiaqueiros saindo ao mar em caiaques curtos e largos, de pouca estabilidade secundária, também prestou um desserviço ao exibir caiaqueiros sem colete em águas agitadas, também com dois barcos com mergulhadores acompanhando é "fácil" fazer apologia de risco . A serie realmente não me empolgou.

Uma história fraca, contada ao estilo repetitivo do Discovery, com "erros" grassos de edição do tipo a caiaqueira carrega um caiaque no seu carro e quando está na água é outro caiaque. Há uma "batida" em uma vara com um molinete e ao recolher a vara está com uma carretilha. E um dos mais gritantes, o cara fisga um peixe a bordo de um caiaque Hobie com Mirage Drive e a filmagem subaquática mostra um caiaque a remo, sem barbatanas.

Uma pena que não tenha sido dada uma segunda chance. Mas também lá nos USA não deve ter empolgado muita gente.


http://www.brasil.discovery.uol.com.br/natureza/guerreiros-do-pacifico/