caiaque bahia

caiaque bahia
Visite o Caiaque Bahia - clique na imagem

quinta-feira, 17 de março de 2016

Escolhendo um Smartphone para a Pesca


Usar um celular nas pescarias, seja em caiaque ou de praia, trás a enorme vantagem de em um único equipamento se ter um comunicador, um GPS, uma câmara de vídeo e uma maquina fotográfica.

Hoje estou sem nenhum e no dilema da escolha de um novo celular pois em uma única semana detonei  a tela de um ótimo CCE SK-504 (15 dias antes ele tinha ficado mergulhado em 2 metros de água na Barragem de Santa Helena e "sobreviveu")  e afoguei em água salgada um Samsung Grand Duos I-9042.

As características de um bom celular para pescarias e aventuras passam obrigatoriamente pelas seguintes especificações:



  1. Ter tela grande, igual ou maior a 5 polegadas.
  2. Ter memória disponível para programas igual ou maior a 2GB e uma armazenamento de no mínimo 16 GB
  3. Ter um GPS que não dependa de sinal de operadora (não pode ser A-GPS).
  4. Ter uma tela que permita uma boa luminosidade para que seja visível mesmo sob sol forte e com um revestimento a prova dágua.
  5. Ter uma bateria que dure ao menos 24 horas inteiras em uso moderado, ou que permita o uso de uma bateria reserva.
  6. Ter um grau de proteção que permita resistir a imersão em água doce ou salgada


A tela de 5 polegadas já é uma realidade do mercado, onde se pode ser encontrado a partir dos R$ 500,00, então isso não é um grande problema e teremos dezenas de celulares para escolher.

Já ter uma tela de 5", ou maior, e uma memória disponível de 2 GB para instalar os programas mais comuns, como um bom programa GPS (como o PathAway), Cartas Náuticas como o Marine Navigator , o Waze, o WhatsApp e o aplicativo do banco já restringe um pouco mais, mas ainda assim temos uma boa quantidade de celulares.

É imprescindível que o celular tenha um módulo GPS de verdade, seja o sistema GPS (Estadunidense, e mais comum),  ou Glonass (Russo e cada vez mais usado), ou o Galileu (União Europeia) ou o sistema Beidou-Compass (Chinês). Mas se aparelho contiver apenas o sistema A-GPS significa que ele precisa da operadora de telefonia para determinar a posição e em nossas aventuras nem sempre temos o sinal de operadora disponível. Uma ressalva: tem celulares que mesmo tendo o módulo GPS, tem também o A-GPS, o que facilita e torna mais rápida a localização inicial caso a operadora tenha sinal. Até aqui ainda temos ainda temos um bom número de aparelhos no páreo.

Agora o verdadeiro funil: a tecnologia da tela. Para que se tenha uma visualização razoável sob sol forte, apenas duas tecnologias de tela apresentam resultados razoáveis. A tecnologia Super Amoled, presente em alguns Samsungs,  e a tecnologia LCD IPS e suas variações, presentes nos i-Phone, Sony e LGs topos de linha. Com isso ficamos com pouquíssimos celulares.  


Se o seu futuro smartphone terá uma bateria menor que 2.000 mAh, prepare-se para ter problemas durante o uso, pois não é suficiente para um dia intero de pesca, principalmente se o sinal da operadora nos locais for fraco ou intermitente, pois quando isso acontece o aparelho automaticamente vai subindo sua potência para manter o sinal celular e a bateria é drenado rapidamente. A saída é passar o celular para o modo avião, quando a recepção é desligada mas o GPS se mantém ativo. Outras saídas são ter um "banco" de carga ou uma bateria reserva, caso a bateria seja removível. 


A menos que você pesque apenas em água doce, a especificação número 6, na prática, nos remete a nenhum celular, pois não existe no mercado brasileiro nenhum celular que suporte a imersão em água salgada. Isso se dá devido a elevada condutividade elétrica da água salgada e a agressividade do sal para os componentes, então, se você pesca em água salgada você obrigatoriamente terá que usar uma caixa estanque, um case waterproof, mesmo que sua intenção seja comprar um celular com especificação IP 68 (Imersão total em água por longo período), como o Sony M4 aqua, o Samsung Active S ou o Moto X Force.

Considerando que a proteção IP 68 não é essencial, já que terá que ser usada uma capa, e que um valor entre R$ 800,00 e 1200,00 seja razoável, já que será também o celular do dia a dia do pescador, os celulares que considerei para compra foram os seguintes:






























Existem mais outros com telas Super Amoled e LCD IPS nessa faixa preço, e podem ser consultados pelo ZOOM ou pelo Bondfaro, e até mesmo no Buscapé, caso você não tenha restrição.

Por fim, minha escolha recaiu sobre o Xperia M4 após um bom desconto do Walmart, ficando o preço no meio da faixa considerada, pelas especificação IP-68 e pela duração da bateria (em torno dos dois dias) pois minhas pescarias se dão em água doce, salobra e salgada, em iguais proporções.

3 comentários:

  1. Escolhi o Motorola G3, "resistente" à água, boa tela, boas câmeras e na faixa de preço citado. Recomendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. https://www.youtube.com/watch?v=hDT7w_FOars

      Excluir
  2. É um excelente smartphone inclusive atendendo especificação IPX7 (protegido contra respingos de água) mas com testes até de submersão (IP68), mas não foi considerado por causa do quesito tela, que não evoluiu com as novas gerações e sob sol forte quase desaparece. http://www.tecmundo.com.br/moto-g-3-geracao/84673-analise-smartphone-celular-motorola-moto-g-2015-terceira-geracao-video-review.htm

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário.