caiaque bahia

caiaque bahia
Visite o Caiaque Bahia - clique na imagem

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Pescaria de Robalos no Rio Joaanes -29/01/2017

Pescaria mo Rio Joanes, em Buraquinho. O Roberto, que estava "em jejum" de pesca há vários meses,  esqueceu a câmara e não teve vídeos dele. Ele fez mais uma dezena de capturas e tivemos cerca de 40 capturas.
A câmara no caiaque permite a gravação contínua de toda a pescaria. 5 horas em um cartão de 32 GB, Infelizmente a parte inicial da pescaria foi sobrescrita, pois esqueci de desligá-la após encerrar a pescaria.


domingo, 15 de janeiro de 2017

Café da Manhã com Pescaria - Tarpon de 12 quilos

Sob a batuta do Paulão, Paulo Meirelles, aconteceu hoje o segundo café da manhã com pescaria em Itacimirim. Evento bom demais e mais uma vez,, tal qual o ano passado, uma captura de um grande exemplar.
Essa aventura foi planejada com detalhes em relação à maré, ventos e ondulações do dia; em condições diferentes desses fatores, esse mesmo local pode ser muito perigoso e completamente diferente do que é mostrado nessas imagens.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Soltura de um tucunaré no Joanes.

Maior que a alegria de soltar, é ver a alegria do amigo Ronaldo com a soltura.

Nesse dia tivemos rajadas de vento de quase 30 km/h que transformou o lago em mar, e para soltar o peixe com segurança tivemos que encalhar os caiaques em um "barreiro", o ponto mais próximo.




domingo, 8 de janeiro de 2017

O futuro do sonar será um drone submarino?

Mal comemoramos a incorporação do GPS ao sonar disponível em valores acessíveis e já temos uma novidade que estará disponível para pedidos a partir de fev 2017, mas com valores ainda não definidos.

Segundo o fabricante, o Powerray, um drone submarino será equipado com câmaras e poderá até levar uma isca e usar uma luz azulada para atrair os peixes. Você poderá navegar pelo seu smartphone e até usando óculos de realidade virtual, o que seria como se você estivesse mergulhando atrás dos peixes, pois bastará inclinar a cabeça para subir ou descer.

Quem viver, verá.







Não carregue uma bateria dentro do caiaque!!

Não carregue uma bateria dentro do caiaque, nem mesmo com um painel solar de baixa potência!!

Já a algum tempo venho recomendando que os colegas não carreguem suas baterias dentro do caiaque, e agora sou enfático quanto a isso.                        

Ontem ao colocar a bateria para carregar, por sorte fora do caiaque, em casa, no gabinete, poucos minutos após ter conectada a bateria ao carregador,  tive um princípio de incêndio o qual notei após ver uma luz amarelada ao passar casualmente pela porta do gabinete e em seguida pelo cheiro. 

Desconectei o carregador e empurrei a bateria para fora com uma vassoura e, quando notei que a chama vinha dos gases, apaguei com água.                                                

Essa bateria já tinha mais de três anos e a uso desde o primeiro Hobie Outback, de 2013 e já usava em outros caiaques desde 2011. 

Certamente a recarga,  mesmo de baixa corrente, por alguma falha interna da bateria, talvez devido ao tempo de uso, liberou os gases. Só não descobri ainda o que ignitou os gases.
                                   
O carregador nada sofreu além da queima do cabo pelas chamas.  Se estivesse dentro de alguma caixa ou dentro do caiaque, os gases confinados poderiam ter causado uma explosão.


Nesse caso, fusível não adianta, pois após a ignição dos gases só apagando as chamas e tirando a fonte de ignição para que não incendeie de novo.                                          
                   
Hoje no OBK, quando no mar, uso três baterias, sendo duas de 7Ah, uma exclusiva para o sonar pois os sonares modernos co m GPS e transduceres (sonda) de alta potência são grandes consumidores de energia, chegando alguns a incríveis 1,3A, e outra exclusiva para a bilg pump, por questão de segurança. Uso ainda a terceira bateria de 4Ah da câmara Eken h9, de gravação contínua (grava 11H05 min continuamente em 1080P, 30 FPS), então tenho risco triplicado no uso de bateria.