caiaque bahia

caiaque bahia
Visite o Caiaque Bahia - clique na imagem

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Porta Elastricot III

Por duas vezes já postei aqui sobre o uso do elastricot, um fio finíssimo de elastano, e seu "porta elastricot", e seu uso na pesca de praia para amarrar iscas. Clique aqui e aqui para ver.

Agora chegamos a geração II do nosso "porta elastricot". É o dispositivo que que está no pulso do brasileiríssimo pescador abaixo. O de "primeira geração", feito com uma fita de elástico como pulseira, só permitia o uso por uma vez, já que sujava e ao lavar se deformava, ficando folgado no pulso.
A parte do potinho e do carretel não mudaram, continuam da mesma forma que antes. É usado um potinho desses usados para produtos em granel, sejam missangas ou pós luminosos, encontrados em armarinhos e lojas de artigos para perfumistas. O carretel é desses comuns para maquinas de costura doméstica.

Para fazer o potinho com o elastricot, pega-se o carretel de máquina de costura e lixa-se (lima) para que caiba no potinho (eu usei uma mine retífica tipo Drenmel) , deixando como um carretel cônico de molinete. Aliás, o Roberto Martins ao analisar, classificou-o como "molinete de elastricot".
Depois enrola-se nele o elastricot, cabem cerca de 70 metros, manualmente ou com a ajuda de uma parafusadeira.
Em seguida, pega-se a tampa do potinho e enche-se com silicone. Se você optar por não encher a tampa do potinho, também funciona, mas o fio sai muito fácil e pode haver desperdício.
Depois da tampa cheia, coloque o carretel de maquina de costura já com o elatricot no fundo do potinho. Use cola branca, ou qualquer outra cola para plástico, para fixar o carretel no centro do fundo do potinho. Pegue uma agulha de costura fina se você não usou o silicone, e grossa se usou, e enfie o fio de elastricot na agulha e passe pelo centro da tampa do potinho.

Se não tem "saco" para fazer isto, compre o potinho da Albatroz Fish, com 100 metros de elastricot, na loja de pesca PAPASIRI, clique aqui para ver. è possivel você regarregar ele inúmeras vezes.

Agora a parte nova, a da pulseira: pegue uma placa de EVA de 2 mm de espessura, dessas vendidas em armarinhos e casas de produtos para artesanato, e recorte uma tira de 23 cm por 3,5 cm de largura e uma outra tira de 10 cm por 3,5 cm de largura.
Pegue a tira de 10 cm e chanfre as extremidades com um estilete.
A partir do centro, marque na tira de EVA maior, conforme a figura abaixo. A unidade é centímetros.
Passe agora a cola quente, bem quente, em um dos espaços de 2 cm, nos limites do retângulos de 2 cm, e cole um dos lados da tirinha de 10 cm. Não demore, pois a cola não pode esfriar. Aperte com os dedos para garantir a colagem.
Repita a operação no segundo espaço de 2 cm e você terá agora uma configuração como a da foto abaixo. Pegue então duas tiras de velcro com a largura igual a da tira de EVA.
Cole agora um dos pedaços do velcro em um dos lados da pulseira, também usando a cola quente.
Depois cole o outro pedaço de velcro, já levando em conta o tamanho do pulso do usuário.
Coloque o tubinho com o carretel de elastricot e já está pronto para o uso.
Como alguns colegas que me viram usando no último torneio do Clupesal elogiaram bastante, preparei algumas unidades para eles, esgotando todo o velcro, EVA, tubinhos e bobinas que tinha em casa.
Enjoy.

Informação incluída em 16/02/2011 - um alerta dado por um colega pescador que também é médico: Como em pescarias você chega a ficar mais de 4 horas pescando, certifique-se de que você não tem alergia ao contato com EVA ou, preventivamente, isole o EVA de sua pele com algum tecido ou a manga de uma camisa longa. Já usei por 6 horas seguidas e em dois dias por quatro horas ao dia, sem problemas.


Um comentário:

Obrigado por seu comentário.