caiaque bahia

caiaque bahia
Visite o Caiaque Bahia - clique na imagem

domingo, 31 de julho de 2011

Teste da Nova Chumbada


Acordei cedo neste domingo, mas o barulho do mar e o balançar das árvores indicavam que não era um bom dia para pescaria. Voltei a dormir e acordei por volta das 07h00.

Tinha combinado com o Marcelo Lima, meu parceiro na Equipe Sons Of The Beach, que eu chegaria à praia e se tivesse tudo bem ligaria para ele vir. Coloquei as tralhas no carro e levei duas paradas preparadas com a nova chumbada que fiz, clique aqui para ver.

Passei nos principais pontos de pesca daqui de Stella Maris, Buraco do Padre, Caporal, Hotel Novo e quando cheguei no 64, estavam lá pescando Cesar Bigode, Joel e um novo pescador de praia, veterano em pesca em rios, o Fernando Diniz, e seu pai.

Mesmo com o sargaço, desci para pescar e lancei no mar revolto a linha com a nova parada.

Como não estava bem, puxando, com sargaços e sem peixes, tanto que o pessoal saiu por volta das 08h30, passei uma mensagem para o Marcelo relatando, mas ainda assim ele passou por lá a caminho de um compromisso.

Mesmo com uma quantidade de sargaços razoável, a chumbada ancorou e se manteve firme, só sendo levada quando a quantidade de sargaço na linha era muita. Mas nesses casos até chumbadas de garras é levada.

Na hora de recolher, a resistência devido ao "enterramento" foi muito menor que os do colegas que me ladeavam enfrentaram, isso quando a linha deles não era levada, o Joel a esquerda e o Fernando Diniz, a direita, que usavam chumbadas piramidais de seção quadrada, mais leves. Por duas vezes a linha do Fernando "embolou" na minha, que ficava fixa. O fundo da praia era de areia média e medianamente compacta.

Conclui então que esta nova chumbada, ainda sem nome tupiniquim, ao menos que eu saiba, é uma boa opção à de garras. Lança e recolhe muito melhor que a chumbada de garras e permite que a primeira pernada continue embaixo, já que na chumbada de garras temos que "correr" a pernada para cima.

Mas ai uma coisa me deixou curioso: se foi tão bem, qual o motivo de não ser muito difundida?

Sua origem é européia, onde se pesca há milênios, clique aqui para ver post a respeito, e na pesca de praia quase sempre descobrimos que fomos pioneiros apenas para nós mesmos. Fui checar no maior fabricante europeu, cujo produtos são vendidos aqui no Brasil pela loja Boa Isca, e esta chumbada não consta no seu catálogo, veja a seguir:


Muito intrigado, recorri ao Google e usei termos de busca em português, espanhol, francês e italiano para chumbadas ( piombo, pesa, plomb, plomo, affundatore) e encontrei apenas neste site a chumbada para vender:

Como ela é recomendada para praias com fundo arenoso, talvez esta seja a restrição ao seu uso na europa. Mas vou continuar testando a chumbadinha.

Quando fiz a busca em francês, encontrei uma chumbada que talvez alguém tenha interesse em comprar ou reproduzir:
Clique na imagem para ir ao site.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.